Lisboa tem um clima bem gostoso pra fazer tudo caminhando e ir nos miradouros ver o pôr do sol. Pra quem tem algum tipo de mobilidade física reduzida, se organizem bem com transporte, porque a cidade tem muita rua inclinada! Fora isso, acho as linhas de metrô boas e fáceis de se virar!

Barcelona tem inúmeros cafés legais e aqui é só uma base do que vocês podem conhecer. Vários são no estilo “to go” e minha recomendação é só caminhar sem destino mesmo e parar onde fizer mais sentido. Isso é o mais gostoso de fazer na cidade.

O cenário de cafés em Zagreb é bem forte. Muitos cafés são também bares e, por isso, algo bem cultural aqui, é ver os croatas fumando dentro deles. Com as novas cafeterias surgindo, esse cenário de fumar em ambiente interno também foi mudando e a maioria dos cafés novos já contam com placas de proibido fumar.

Budapest é linda e cheia de cafés. Sem dúvidas, ficaria por lá no mínimo um mês pra explorar bem e com calma. Pra quem curte cerveja e vida noturna, a cidade também é um prato cheio para diversões (ex. Szimpla Kert). Também recomendo caminhar sem destino, parar no City Park, conhecer o Central Market Hall, atravessar alguma ponte pra conhecer Buda. A cidade é ótima pra caminhar!

Cafés especiais, onde trabalhar remoto e padarias incríveis pela terrinha porteña! Uma mistura de França, Itália, Espanha. Buenos Aires é uma cidade que encanta, ainda mais na primavera e outono, seja na arquitetura, no estilo, no povo ou, claro, nos inúmeros cafés e restaurantes excelentes! Sem dúvidas, minha cidade favorita na América Latina (Cidade do México em segundo haha).

A principal região produtora de vinhos da Argentina não decepciona. É uma mistura de campo, lagos, montanhas, vinícolas, olivícolas, restaurantes e resorts de luxo, etc. Como não fui nas vinícolas, o guia fica mais nos cafés e restaurantes da região central e de Chacras de Cória.

Em Novembro de 2022 passei 10 dias em Salta, no Norte da Argentina, e gostei bastante, em especial o visual das estradas pra Humahuaca, Salinas Grandes e Cafayate! Um programa que recomendo muito, especialmente se quiser conhecer um pouco da cultura inca. Sem dúvidas, pra quem aluga carro a experiência deve ser ainda mais incrível, já que vocês podem ir com calma e dormir em outras cidades no caminho!

Ajiaco, Patacones, Arepa, Arroz de Coco, Tamales, Bandeja Paisa… Confesso que não gostei muito da comida colombiana e, por isso, nesse guia você encontrará mais restaurantes estrangeiros do que locais, com exceção do mercado La Perseverancia que é um must‑go na capital, em especial para provar Ajiaco! Menciono 3 restaurantes muito renomados, ainda que eu não tenha visitado eles.

Ainda que já tenha sido considerada uma das cidades mais perigosas do mundo, hoje Medellin é um exemplo de inovação. Vem sendo um grande destino para nômades digitais e a quantidade e qualidade de cafés não decepciona. Bairros populares: El Poblado (para aqueles que buscam bares e festas) e Laureles (bairro mais familiar e tranquilo).

Cafés para trabalhar remoto ou simplesmente provar um café colombiano especial de muita qualidade! Vocês vão reparar que existem várias unidades de cafés com mesmo nome, Masa, Amor Perfecto, Colo, etc. Pesquisem essas outras unidades também, o que ficar melhor e mais perto de vocês. Minha recomendação é se hospedar entre as Zonas G e T. Chapinero tem excelentes restaurantes e cafés!

A nossa cultura cafeeira sempre foi muito voltada para a quantidade e não na qualidade. Isso está mudando, mas ainda é difícil o brasileiro valorizar (e principalmente pagar) um café marrom, torra média, com acidez certa. São Paulo não é uma referência em estilo e qualidade nesse mundo de cafés especiais (minha opinião) mas na lista vocês encontram algumas opções legais. 

Se você curte cafés sem muito visual de estabelecimento comercial, Brasília não vai te agradar muito. Digo isso porque eu gosto de cafés que parecem uma parte da casa, um local com sofá, luz quente, espaço pra ler, etc. Nesse sentido, o Acervo Café é o que oferece o ambiente mais descolado. Se for com família, recomendo o Ernesto, bem popular e mais tradicional!

A comida mexicana vai muito além de tacos e quesadillas. Ela tem pozole, tamales, gorditas, enchiladas, enfrijoladas, chilaquiles, tlayuda, etc. Depois de Buenos Aires, a Cidade do México é a minha favorita da América Latina. Arte, cultura, povo, comida. Meus bairros favoritos para se hospedar e passear são: Roma, Condesa, Juárez e Coyoacán (esse mais tradicional/cultural).

Mesmo sendo uma cidade pequena, Todos Santos tem um cenário gastronômico enorme e incrível com uma mistura de nacionalidades / culturas. Você vai encontrar cervejarias de australianos, restaurantes de chefes franceses, cafés com estilo europeu e mexicano, etc. Sem dúvidas, é um excelente destino para quem quer fugir do padrão no México e busca alta gastronomia, natureza e tranquilidade. ​​​​​​​

O Estado de Oaxaca é o segundo maior produtor de café do México (Chiapas é o primeiro) e o primeiro maior produtor de Mezcal, bebida também produzida a partir do agave fermentado. Sem dúvidas, a cidade de Oaxaca é um destino perfeito para quem curte cultura, gastronomia e café de qualidade. Os cafés selecionados estão localizados principalmente perto do Zócalo, o centro histórico.

Puerto Escondido está localizado no Estado de Oaxaca e é o destino de surf mais popular no México, em especial pelas grandes ondas da praia de Zicatela, rota popular de campeonatos mundiais de surf. Além do surf, Puerto é um bom destino para quem curte festas e praias paradisíacas, assim como as praias próximas legais de visitar como Agua Blanca, Mazunte, Zipolite, Barra de La Cruz etc.

Se você ama cafés e viajar, aqui vai uma dica: conheça Melbourne! A segunda maior cidade da Austrália é uma mistura da cultura australiana e européia. O resultado dessa combinação não poderia ser melhor: uma cidade bonita, moderna e contemporânea! Ela é conhecida como a capital cultural e do café da Austrália e hoje possui uma das indústrias de hospitalidade mais prestigiadas do mundo.

Chiang Mai é minha cidade favorita na Tailândia! Tem aquele ambiente caótico de cidade devido ao movimento das ruas, mas você também encontrará tranquilidade pelos cafés, natureza e templos espalhados pela cidade. Considerado um ótimo lugar para nômades digitais, a cidade é tão famosa por seus cafés que, mesmo que você more lá por meses, não seria suficiente visitar todos!

Bangkok

Já li várias entrevistas dizendo que, em poucos anos, Bangkok será a capital mundial do café. Além de vários co-workings pela cidade, Bangkok oferece diversos cafés excelentes pra quem busca café especial e, também, um lugar confortável pra trabalhar. É, sem dúvidas, uma das minhas cidades favoritas! As áreas que mais curti explorar: Sukhumvit, Silom, Sathorn, Ari e Phaya Thai. Khop Khun kha!

Kyoto

Antiga capital do Japão, Kyoto representa muito bem a cultura japonesa, em especial nos termos Shibui e Wabi Sabi, ao ensinar a valorizarmos as imperfeições e encontrar beleza e leveza nas simples coisas do dia-a-dia. Foi aqui que nasceu o termo Kaiseki, tão popular hoje na gastronomia de fine dining.  Minha recomendação é escolher os restaurantes ao caminhar. Abre a porta, passa pela cortina, observa o ambiente interno e decide pelo o que sentir. Com relação aos cafés, selecionei alguns populares e outros mais escondidos que gostei! Arigato gozaimasu!

You may also like

Back to Top